Como NÃO dar uma notícia

by

A idéia desse post surgiu enquanto eu lia o Mamie Bella, um um website do Boticário que sobre um concurso para eleger a grávida mais bela do Brasil, e divulgar uma linha de produtos claro [onomatópeia de caixa registradora].

Já conheceram aquela mulher que não é um mulherão, não tem nada de extraordinário, mas você vê nela uma beleza especial. E sempre tem alguém querendo conhecê-la. Aquela que sem exibir demasiadamente o corpo consegue ser bonita e chamar a atenção quando passa na rua ou quando senta em uma mesa de bar com as amigas.

Essa mulher tem um brilho de vida. É essa a palavra: vida. Com muitas mulheres grávidas acontece a mesmas coisa, e se você pensar bem, ela tem o dobro de vida. Fiquei olhando as fotos das concorrentes, acho lindo mulher grávida.

Mas estou me estendendo demais nessa explicação, esse assunto é para outro blog (seja ele qual for).

A experiência que eu queria contar a vocês foi como eu recebi a notícia que ia ser pai.

A mãe das crianças sempre teve problemas com hormônios, e essas coisas de mulher (obrigado por ter nascido homem), ela estava algumas semanas atrasada e fomos ao médico. Na sala de espera folheava aquelas revistas velhas pensando se iria falir o médico comprar o jornal do dia para deixar lá. A atendente chamou:

– Senhora Fulana?

Levantamos os dois.

– Posso ir sozinha? – me perguntou ela.

– Ok. – Estranhei, mas concordei sem discutir, e me sentei de novo.

Ela voltou em alguns minutos, paguei a consulta e saímos do consultório, ela sem falar uma palavra. Começamos a caminhar, quebrei o silêncio.

– E ai?

– E ai o que? – respondeu ela.

– Como foi?

– Foi legal.

Legal? O que diabos isso significa? Comecei a ficar intrigado sem nem desconfiar o que estava por vir.

– Como assim legal? O que o médico disse?

– Bem, ele disse que, se correr tudo bem, em uns oito meses você vai ser pai.

E ai o mundo ficou branco, o chão sumiu dos meus pés, perdi a noção do que era direita, esquerda, acima, abaixo, não tinha gravidade, o ar escapou dos meus pulmões, nem sombra eu fazia mais. Tomei a única atitude sensata naquele momento. Sentei no chão, no meio da calçada.

– Você ta bem? Levanta.

– …

– Fala alguma coisa.

– …

Ela começou a me puxar pelo braço. Tentei levantar sem sucesso.

– …

– Levanta, está todo mundo olhando.

Comecei a levantar devagar.

– Tudo bem? – ela perguntou de novo.

– Minha nossa… ISSO É JEITO DE DAR ESSA NOTÍCIA?!?! – desabafei enquanto sentia o mundo reiniciar seu movimento de rotação.

Anúncios

2 Respostas to “Como NÃO dar uma notícia”

  1. Mary Says:

    UAHSUDHASDUA! assim não pode?! Vou pensar um modo ‘melhor’ pra qdo for a minah vez HAHAHA, o jão é tão fofinho, disse q tem teu email contando a novidade até hj c acredita? ;~ ele só não é mais fofinho pq ele sempre lê aqui e nunca comenta! se eu fosse tu brigava c ele e fazia um draminha sentimental! HAHAHA :p BEEEEEEEEJU carlos! :*

  2. Ricardo Says:

    Há! Eu sabia que nessa história eu não ia ser representado… aheuaeuhuae

    eu te vi branco…. branco… branco….

    lembra… levei vcs depois de carro embora porque ela mal conseguia andar de dor no estomago. E eu perguntei: “e ai o que ela tem” vc: nada de mais, esta gravida!”.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…………..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: